jessica to oto o 770506 unsplash 1320x540 - Trabalhos flexíveis: o que são os shared jobs?
Carreira

Trabalhos flexíveis: o que são os shared jobs?

Por todo o mundo, chegam-nos exemplos de trabalhos flexíveis que permitem às mães equilibrar profissão e vida familiar. Os shared jobs são um exemplo de que é possível reduzir horários, sem prejuízo do trabalho e da qualidade do mesmo.

A importância dos trabalhos flexíveis para o bem-estar (físico e psicológico) de uma família já foi aqui abordada. Poder acompanhar o crescimento dos filhos não deve ser um privilégio só de alguns; deve ser um direito dos pais e das mães, resguardado por políticas de emprego verdadeiramente amigas das famílias.

Trabalhos flexíveis: a resposta do job sharing

O job sharing é uma prática comum em bastantes países. Consiste numa forma flexível de trabalhar que coloca duas pessoas, na mesma função, a partilhar voluntariamente as responsabilidades e deveres de um posto de trabalho full-time. O ordenado, os benefícios e todas as outras regalias são divididas proporcionalmente às horas trabalhadas por cada.

Por exemplo: a Ana trabalha segunda, terça e quarta-feira e a Daniela trabalha quinta e sexta-feira. Ou então, a Vera trabalha das nove à uma e a Diana da uma às cinco. As combinações são variadas e devem servir os interesses da empresa e dos funcionários, sem prejuízo da qualidade do trabalho prestado.

Quais os benefícios do job sharing para o trabalhador?

Os benefícios são variados: maior flexibilidade, mais tempo para estar com a família, uma forma mais aliciante de pensar o trabalho… Sair do registo “das nove às cinco” traz mais benefícios do que aqueles que são óbvios. A produtividade não é linear e, por isso, esta forma de trabalho flexível pode ser a resposta certa para conseguir um foco e níveis de rendimento que não são possíveis num horário de 8 horas.

Quais os benefícios do job sharing para a empresa?

O job sharing não consiste na mera divisão de um full-time em dois part-times. Pressupõe trabalho em conjunto, organização e disciplina. Por isso mesmo, oferece também à empresa o benefício de um trabalho mais completo, já que são colocadas ao serviço da mesma função as competências, a experiência e a criatividade de duas pessoas, e não de apenas uma.

Esta é um dos trabalhos flexíveis que o mundo digital nos trouxe: hoje em dia, tendo um computador e acesso à Internet, o horário das nove às cinco faz cada vez menos sentido para uma esmagadora parte dos empregos.


Qual é a tua opinião sobre o job sharing?