josefa ndiaz 312261 unsplash 1320x540 - Ser mãe e ter um negócio próprio: 3 truques para conseguir
Carreira

Ser mãe e ter um negócio próprio: 3 truques para conseguir

Photo by Josefa nDiaz on Unsplash

Será impossível criar o próprio negócio e ser mãe ao mesmo tempo? Consegue uma mãe erguer um projeto enquanto educa uma criança?

O estereótipo do empreendedor que não dorme, não come nem socializa afasta muitas pessoas do sonho de criar o próprio negócio. É verdade que criar um negócio é um compromisso que exige muito mais do que o típico horário das nove às cinco. Os limites entre vida pessoal e vida profissional ficam cada vez mais ténues e alguns dias podem ser verdadeiramente caóticos. Mas há vida para além do sonho.

Sim, é possível criar o próprio negócio e cuidar de um bebé ao mesmo tempo. Na verdade, muitas mulheres encontram na maternidade a motivação e a inspiração para fazer este sonho acontecer. A possibilidade de construir um futuro à sua medida, adequado às necessidades da família, com horários mais flexíveis e mais tempo para acompanhar os filhos é o combustível de muitas mães.

Há 3 coisas básicas que tens de assegurar antes de levar o teu projeto avante. São truques básicos, não necessitam de investimento nem de frequentar cursos ou formações. Requerem apenas compromisso e vontade. Aqui ficam eles:

Aprende a gerir o tempo

Este passo é o mais importante! Aprender a gerir o tempo não tem a ver apenas com criar prioridades e fazer o máximo número de coisas no mínimo tempo possível. Em primeiro lugar, tens de fazer as pazes com o tempo e deixar de querer tudo do dia para a noite: um negócio próprio não se torna rentável logo nos primeiros meses, especialmente se o tempo que tens para lhe dedicar é limitado. Estabelece prazos reais, com base no tempo que tens disponível. Calcula quantas horas podes trabalhar no teu projeto, todos os dias, e multiplica isso pelo número de horas que são precisas para por o negócio a funcionar. Não tenhas demasiada pressa para chegar à meta: eventualmente, vais lá chegar. Mas nunca desistas.

Envolve a família, mas estabelece limites

Para ser possível chegar ao teu objetivo, toda a família tem de ajudar. Vai haver momentos em que vais precisar que alguém assuma as rédeas da casa e da família para te focares no teu sonho, por isso, a família tem um papel fundamental. Mesmo as crianças podem ser grandes aliados na construção do teu projeto: se já tiverem idade suficiente para compreender, senta-os e explica que estás a trabalhar para, no futuro, poderem todos ter uma vida melhor e mais harmoniosa e que vais precisar da ajuda e compreensão deles.

Por outro lado, há que saber picar o ponto, tal como num emprego das nove às cinco. Estabelece limites diários para o tempo que passas focada no teu projeto e canaliza o resto do tempo para desfrutar da tua família. Afinal, os teus filhos são a tua motivação número um. Não cometas o erro de te esquecer, pelo caminho, do que te fez querer criar um negócio próprio: ter mais liberdade para estar com a tua família!

Aceita os dias maus

Por esta altura, já sabes o suficiente da vida para saber que todos temos dias maus (ainda que tenhas muitas dúvidas em relação a tantas outras coisas). Quem trabalha a full-time tem dias maus, quem está em casa a tempo inteiro tem dias maus… É natural que também tu, no teu negócio, tenhas dias maus. Um dia mau não invalida todo o esforço que puseste no teu projeto. Aprende a aceitar que há dias maus e a reunir as forças para passar esses dias com sabedoria, calma e tranquilidade.

Financeiramente, o momento em que fazes a mudança (do teu emprego full-time para o teu negócio próprio) pode ser desafiador. Tenta, nos meses anteriores, fazer um bom pé-de-meia que te dê algum conforto nos primeiros tempos. Como já referi, a margem de rentabilidade de um negócio, nos seus primeiros meses de vida, é muito reduzida, pelo que ter alguma segurança financeira pode ajudar.

Estas são as dicas mais valiosas para quem está na fase embrionária de um projeto, onde as dúvidas são tantas como as ideias. Se já tens uma ideia de negócio estruturada, mas não sabes por onde começar, o primeiro passo é criar um plano de negócios (falarei deste tema em breve).

Lembra-te: começar um negócio do zero é tão desafiante como criar um filho. O teu projeto também é o teu bebé. Trata-o com carinho, paciência e preserverança.