vladislav muslakov 261627 unsplash 1320x540 - Os efeitos do stress no teu corpo
Lifestyle

Os efeitos do stress no teu corpo

Sabemos (e citamos!) de cor os efeitos nocivos do tabaco, da gordura, do sal e do açúcar. Mas saberemos os efeitos que o stress tem no nosso corpo, a médio e a longo prazo?

Em maio, a Organização Mundial de Saúde incluiu na sua listagem de doenças o burnout, ou seja, o estado avançado de stress profissional. Segundo um estudo de 2018, feito pela Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho, Portugal é o sétimo país da Europa com maiores níveis de stress.

Cada vez mais falamos sobre burnout, stress, depressão. Mas será que sabes, na verdade, que implicações pode ter o stress na tua saúde? Conheces o teu corpo e a importância que as hormonas têm no teu bem-estar?

Distúrbios alimentares

Durante os picos de stress, libertamos uma hormona chamada cortisol. Para a maioria das pessoas, a libertação desta hormona traduz-se num permanente sentimento de fome. Para além do mais, durante períodos de grande agitação, tendemos a comer como forma de nos gratificar, especialmente com comidas ricas em hidratos de carbono e açúcar, responsáveis pela libertação da serotonina, a hormona da energia e do bom-humor.

Noutros casos, o stress leva a uma redução drástica dos alimentos consumidos – aquela sensação de que não nos passa nada pela garganta. Isto também pode revelar-se um problema, especialmente se houver carência nutricional.

Problemas gastrointestinais

O cérebro e o intestino estão intimamente ligados – e não estamos a tentar fazer uma piada. O stress pode interferir na digestão, causar dores de barriga, diarreia e obstipação.

Quando começamos a sentir desconforto gastrointestinal, a tendência é apontarmos o dedo à alimentação, pensando que comemos algo que nos fez mal. Embora a aposta numa dieta mais equilibrada seja benéfica, se a causa for o stress os problemas vão continuar a persistir. A longo prazo, pode traduzir-se em problemas mais complexos, como úlceras.

Problemas cardíacos e diabetes

Ritmo cardíaco acelerado e subida da tensão arterial: estes são os efeitos do stress no coração. Quando constantes, estes dois fatores podem levar a um maior risco de sofrer um ataque cardíaco.

O stress é também responsável pela sobreprodução de glucose por parte do organismo, colocando-nos em risco de sofrer de diabetes Tipo 2.

Disfunções sexuais

A longo prazo, o stress pode prejudicar o funcionamento do sistema reprodutor: nos homens, isto traduz-se em disfunção erétil, na maior parte das vezes; para as mulheres, pode significar menstruações desreguladas e menopausa precoce. Pode também levar a perda de apetite sexual e, no limite, à infertilidade.

Estes são alguns dos efeitos que o stress pode ter no teu corpo. Pode levar-te ao declínio físico, à depressão, à exaustão. Pode romper famílias e impedir-te de cuidares de quem mais amas. Hoje, em pleno século XXI, é, mais do que nunca, fundamental aprendermos a cuidar da nossa mente como cuidamos da nossa higiene.


Conheces algum caso de burnout que queiras partilhar connosco? Comenta aqui, no Facebook ou Instagram ou envia-nos um email (caso pretendas anonimato).