rodolfo sanches carvalho 439134 unsplash 1320x540 - Meditação para mães mais felizes: junta-te ao desafio!
Lifestyle

Meditação para mães mais felizes: junta-te ao desafio!

A meditação já não é considerada uma ferramenta esotérica. Hoje em dia, é usada por gestores, CEOs, empresários e mães. Sim, leste bem. Mães. Se não te imaginas a ter tempo para parar e olhar para ti, continua a ler, talvez possas encontrar a solução.

A meditação é uma ferramenta acessível e gratuita que podes usar para aumentar o autoconhecimento e aprender a gerir o stress e as emoções. Não precisas de cursos (embora existam ótimos cursos relacionados com o tema) nem de nenhum tipo de equipamento. A única coisa que tens de investir é tempo.

Já deves ter ouvido falar na teoria dos 21 dias. Segundo esta teoria, são necessários 21 dias de repetição para mudar ou criar um hábito. Antes de mais, faz um compromisso contigo mesma. Não tornes a meditação em apenas mais uma tarefa. Promete a ti mesma esses dez minutos de autodescoberta e tira prazer disso.

O que tenho para te propor é um desafio: 21 dias para fazer da meditação um hábito que te vai trazer benefícios a nível pessoal, familiar e profissional.

Ficam aqui as dicas para os primeiros 7 dias:

Dia 1 – Escolhe o teu foco

Meditar é aprender a focar a mente num só sentido, impedindo-a de divagar. Isto pode parecer fácil, mas não é. No início, vais sentir dificuldade em manter-te focada. Escolhe o teu foco: a respiração, uma parte específica do teu corpo, um ponto no horizonte. O importante é que mantenhas a mente focada no que escolheste e a obrigues a divergir.

Dia 2 – Vai com calma

Para quem não está habituado a meditar, meia hora pode parecer uma eternidade. Se tentares manter a tua mente focada na mesma coisa durante um período de tempo longo, vais sentir-te frustrada e vai ser mais difícil perceber os benefícios. Começa com períodos curtos de 2, 5 ou 7 minutos e vai aumentando ao longo do tempo.

Dia 3 – Usa um temporizador

Nos primeiros dias, vai ser difícil focares-te por completo na meditação. Ainda mais difícil se estiveres sempre a controlar o tempo. Usa um temporizador (de cozinha, do computador, do telemóvel…) para que não estejas constantemente a consultar o relógio.

Dia 4 – Prefere as manhãs

O ideal é que medites sozinha, em tranquilidade. Assim, em famílias numerosas ou para mães com um dia muito agitado, o truque é acordar uns minutos mais cedo do que o resto da família.

Dica 5 – Adopta uma postura de conforto

A posição em que meditas não é o mais importante. É imprescindível, sim, que estejas confortável, sem nada que retire o foco da tua mente.

Dica 6 – Envolve a família

Diz ao teu marido e filhos o que estás a fazer e porquê. Incentiva-os a procurar mais informação sobre a meditação: irão compreender melhor as tuas motivações e talvez até te acompanhem!

Dica 7- Sê paciente

A prática da meditação leva algum tempo a aperfeiçoar e, no início, é possível que não resulte. A primeira barreira é a falta de paciência: aprende a ultrapassar as tuas dúvidas e insiste.

Preparada para começar? Fica atenta, em breve vão ser lançadas as dicas para os 7 dias seguintes!