dai ke 32162 unsplash 1320x540 - Ganhar Propósito de Vida sem Mudar de Emprego
Carreira

Ganhar Propósito de Vida sem Mudar de Emprego

Mudar o mundo e ganhar propósito de vida são dois conceitos muito utilizados hoje em dia. Especialmente na geração dos Millenials, o conceito de emprego parece estar intimamente ligado com um objetivo maior do que apenas receber um salário. No fundo, todos nós procuramos um sentido maior na vida do que apenas trabalhar para pagar contas.

Se te sentes frustrada, perdida, sem conseguir colocar valor no que fazes diariamente para ganhar um salário: a culpa não é tua. Construímos, em sociedade, esta ideia de que o dinheiro é secundário e que o importante mesmo é ser feliz. Apontamos o dedo a quem escolhe a segurança do ordenado fixo sem nos lembrarmos que, para ser feliz, existem algumas necessidades básicas que só o dinheiro pode pagar: água, luz, a renda de uma casa…

O teu propósito de vida pode estar mesmo à tua frente, sem te aperceberes. Na verdade, aquilo que fazes hoje pode exatamente servir o teu propósito de vida. É importante que nunca deixes de sonhar, mas viver constantemente frustrada com uma realidade que não consegues mudar (no imediato) não te trará nada de bom.

Damos-te três dicas para fintar a frustração e adequar a tua realidade laboral ao teu propósito de vida.

  1. Lembra-te de que estás a fazer a diferença

A sociedade funciona como uma máquina onde cada peça é essencial. Tu fazes parte desta engrenagem. O teu trabalho gera valor. Aquilo que fazes permite que outra pessoa (um colega, um profissional de uma empresa parceira, um cliente) consiga também retirar valor do seu trabalho, e por aí em diante. Como num baralho de cartas, a ausência de um é sentida por todos.

  1. Valoriza as tuas competências

Tal como o trabalho que produzes, as tuas competências têm um valor. A boa notícia é que as tuas competências estão em constante valorização. A cada tarefa que levas a cabo, a cada desafio que superas, estás a incrementar uma competência adquirida e a valorizar-te enquanto profissional. Atenção às soft skills: são tão importantes como as competências técnicas e são algo que praticamos, todos os dias.

  1. Muda o mundo à tua volta

Podes não conseguir (ainda) mudar o mundo à larga escala, mas podes mudar as pessoas que te rodeiam. Passamos uma grande parte do dia entre colegas e podemos aproveitar esta convivência para mudar hábitos e mentalidades. Fomenta a reciclagem entre os teus colegas, forma um clube literário, convida um grupo de colegas para fazer voluntariado… Com tempo, as tuas iniciativas podem mesmo ser reconhecidas e alargadas a toda a organização.


Se o que queres mesmo é mudar de vida, inspira-te nos testemunhos da Cidália, da Tânia e da Patrícia.