pinho 1063142 unsplash 1320x540 - Armário Cápsula para Mães de Escritório (e não só)
Lifestyle

Armário Cápsula para Mães de Escritório (e não só)

Photo by Pinho . on Unsplash

Um dos grandes aliados da maternidade é o conceito de armário cápsula.

Este conceito não é novo. Foi criado nos anos setenta por Susie Faux e consiste em compormos o nosso armário de peças básicas, atemporais e versáteis, que podem ser combinadas com peças sazonais. Com o mais recente interesse pelo minimalismo, o conceito de armário cápsula ganhou popularidade e já tem várias derivações, como o Project 333 (que desafia as seguidoras a usar apenas 33 peças durante 3 meses).

O conceito de armário cápsula é ótimo para poupar tempo, dinheiro e garantir um aspeto cuidado e profissional. Por isso, é indispensável nos dias de caos e é super útil para garantir organização. Também pode ser aplicado aos mais pequenos, mas o tema que vamos focar hoje está relacionada com as vantagens do armário cápsula para quem é mãe.

O primeiro passo para construir um armário cápsula é muito fácil: retirar tudo do armário.

Sim, tudo. Mesmo aquelas calças que já não nos servem, a camisola que foi caríssima mas que nunca usámos, as calças de grávida que ainda usámos para sair da maternidade (a não ser que contem ter mais filhos…). Com toda a roupa fora do armário, está na hora de escolher o que vale mesmo a pena ficar.

Fora com as peças que não usamos! Apenas servem para criar ruído e dificultar o momento de escolha. Por isso, separar as roupas em bom estado para dar a uma instituição e deita fora as que estão velhas ou danificadas.

Este é o momento zero do armário cápsula. É indispensável e verás que, apenas com este passo, o aspeto do teu armário vai ser completamente diferente – mais organizado, limpo e acessível.

A seguir, é altura de fazer um inventário das peças básicas.

Algumas peças são essenciais e constituem a base de todas as combinações. São elas as calças de ganga (escolhe um par de lavagem escura, cintura média e sem rasgões), as calças pretas (mais ou menos formais, a escolha deve ser feita com base no ambiente laboral e na própria personalidade de cada), um casaco quente, um casaco para a chuva, camisas, algumas blusas de materiais nobres e malhas mais quentinhas, dois vestidos para ocasiões mais especiais e uma saia.

Talvez já tenhas algumas destas peças no teu armário, mas o mais provável é que tenhas de investir em algumas delas. Na ida às compras, leva uma lista do que procuras e tenta sempre encontrar o equilíbrio em termos de preço/qualidade. Quanto maior for a qualidade da peça, mais tempo irá durar. Escolhe peças em cores neutras (branco, bege, cinzento, preto, azul escuro…) e que sejam fáceis de combinar com aquilo que já tens no armário.

Se quiseres simplificar o teu armário à séria, segue esta regra para os acessórios: limita as malas a duas ou três e seleciona peças de bijuteria, cachecóis e echarpes que possam ser usadas com todas as peças do armário cápsula.

E já está. Criaste o teu armário cápsula.

A partir de agora, será muito mais fácil escolher o que vais vestir, todas as manhãs. Assegura-te que todas as peças se mantém em bom estado (sem borbotos ou descosidas). Evita comprar roupa por impulso – lembra-te que foi isso que fez com que o teu armário ficasse confuso.

Se precisarem de ajuda, falem com a Maria Gonçalves do Armário Cápsula. É uma excelente fonte de inspiração, é gira que se farta e tem um filho ainda mais giro 🙂