guille pozzi 498986 unsplash 1320x540 - A meditação para mães mais felizes: 2ª semana
Lifestyle

A meditação para mães mais felizes: 2ª semana

A meditação é uma técnica de relaxamento e autoconhecimento cada vez mais usada na sociedade ocidental. Gestores, estudantes, crianças e mães: todos podem ganhar com a prática da meditação.

Na semana passada falámos sobre como repetir um hábito durante 21 dias nos ajuda a mantê-lo durante a vida e lançámos um desafio: 21 dicas, uma para cada dia, para por em prática e usar a meditação para uma maternidade mais consciente e mais feliz.

Se ainda não te juntaste ao desafio, conhece aqui as dicas da primeira semana. Se já praticas meditação, ficam aqui 7 dicas que te vão ajudar a manter este hábito:

Dica 8 – Usa um mantra

A meditação tradicional usa mantras em sânscrito ou noutras línguas antigas. Aquilo que te propomos é que uses uma frase que te faça sentido. Escolhe uma frase que te motive e que esteja adequada à tua realidade, àquilo que queres mudar na tua vida. Repete-a para ti mesma, em silêncio, durante a meditação.

Dica 9 – Medita de olhos abertos  

Se não consegues mesmo arranjar dez minutos sozinha, usa as pausas entre os compromissos para meditar. Como meditar de olhos fechados na fila do supermercado ou durante a aula de judo do teu filho pode parecer um pouco estranho, o que te propomos é que te habitues a abstrair, mesmo com os olhos abertos. Foca um ponto e repete o teu mantra, esquecendo o que está à tua volta.

Dica 10 – Não quebres o compromisso

Por volta da segunda semana, vais tentar arranjar desculpas para não meditar. Estou atrasada, tenho roupa para lavar, o jantar para fazer, emails para responder…. Mantem o compromisso! Não abdiques dos cinco minutos que tanto contribuem para o teu bem-estar.

Dica 11 – Medita com os mais crescidos

Se tens filhos acima dos 6 anos de idade, podes introduzi-los no maravilhoso mundo da meditação: estudos comprovam que crianças que meditam são mais focadas, menos ansiosas e mais confiantes.

Dica 12 – Atenção ao que comes!

A alimentação influencia muito a forma como meditas. Evita meditar após refeições muito pesadas. O ideal será que a prática da meditação seja feita em jejum ou antes das refeições, mas, não sendo possível, opta por meditar a seguir a refeições leves.

Dica 13 – Convida uma amiga

Se te comprometeres junto de uma amiga, será mais difícil desistires. Convida uma amiga a participar neste desafio e partilhem os resultados.

Dica 14 – O poder dos aromas

A aromaterapia pode ser um bom apoio à meditação e também uma forma de acalmar os ânimos, lá em casa. Prefira os óleos essenciais 100% biológicos de lavanda ou tangerina, conhecidos pelas suas propriedades calmantes.


Pronta para a próxima semana? Para saberes mais sobre os benefícios da meditação para as crianças, lê este artigo.